Polícia Civil de Apiacás em fim, com viatura adequada para trabalhar.

Felizmente foi entregue na ultima semana uma viatura policial digna dos policiais civis de Apiacás, graças ao empenho da delegada regional Dra. Ana Paula, que sensibilizou setores do Governo para atender aquela demanda. Texto: Lira Netto /Foto colaboradoes

A vergonhosa falha do governo estadual sendo corrigida em Apiacás

Felizmente, depois de algum tempo trabalhando de forma humilhada e sem o mínimo de condições de trabalho, a Polícia Civil de Apiacás recebeu uma viatura compatível com a necessidade da região.

Pois quando contavam com viaturas fornecidas pelo Governo do Estado eram de características inadequadas para região e por isso sempre num pouco espaço de tempo já eram encaminhadas para concerto ou substituição, fazendo com que os policiais ficassem parcialmente sem condições de trabalho.

Imagine numa região como a de Apiacas, lá no portal da selva amazônica, como querem considerar sua localização, a polícia enfrentando mal feitor na base do pé dois. Inadmissível que o suprimento do meio de transportes para policiais civis e militares, perdure por semanas e meses, sendo que a prestação de serviço na segurança pública é continuada nas vinte e quatro horas todo dia.

Tenho a honra de conhecer aquele município, habitado por um povo humilde e que enfrentam as mais diversas intempéries para contribuírem com o progresso e desenvolvimento do pujante Mato Grosso. A região já forneceu ao Brasil toneladas de ouro, cujos benefícios desta extração não chegou a ser investido em sua base territorial.

Apiacás é mais um município localizado no extremo norte de Mato Grosso, que se encontra em fase de consolidação de seu perfil econômico. Pois passou por vários momentos no processo de sua emancipação política. Predestinado a ser um polo da agricultura familiar, teve seu destino desviado a uma economia aurífera, com a descoberta de ouro aluvionar no seu solo.

Com as alterações na legislação federal, que na época de Fernando Collor, que travou a extração de ouro em determinadas regiões do Brasil, incluindo Mato Grosso. Apiacás que chegou a ser habitada por dezenas de milhares de famílias, principalmente de garimpeiros oriundos de vários pontos do Brasil e do exterior, começou a ser esvaziada.

Atualmente, o município de Apiacás está com sua estrutura e vocação econômica totalmente modificada e direcionada a extração de madeira sob as regularidades de projeto de manejo e principalmente a agropecuária expansiva. Ainda não beneficiada com a chegada da pavimentação asfáltica na sua sede, sendo este um dos maiores anseios da população apiacaense.

Voltando ao nosso tema, parabenizamos a comunidade apiacaense pelo recebimento de uma viatura adequada para a Polícia Civil do município, não sendo este, nem um mérito do atual governo de Mato Grosso. Nada menos do que uma obrigação tardia e vergonhosa que está sendo cumprida pelo Governo de Mato Grosso. Que precisa respeitar o cidadão e principalmente o servidor público da área de segurança pública, que está em muitos quadrantes deste Estado, diariamente exercendo suas atividades de risco sem as condições de trabalho adequadas.

Vivenciamos esta realidade dos policiais civis de Apiacás, que um bom tempo passaram humilhação e dependendo da disponibilidade da única viatura da Policia Militar que exerce suas funções diferenciadas da polícia civil na área da Segurança Pública naquela comunidade.

Porém, inegável o mérito do empenho e sensibilidade da delegada da Polícia Civil Regional, Dra. Ana Paula, que conhecedora do drama vivido pelo município de Apiacás, que, em fim recebe uma viatura, mas adequada as suas necessidades.

O que se espera é que além da viatura, realmente o Governo Estado dê os subsídios necessários e a seu tempo, para que Apiacás tenha os mesmos direitos a segurança pública, que os demais municípios brasileiros.

A realidade de Mato Grosso, talvez seja em alguns aspectos diferenciada de outros e Estados do Brasil dado sua extensão territorial, mas também considerando um Estado rico e em pujante progresso. Não se justifica certas falhas nos segmentos essências da administração pública, no que diz respeito a prestação de serviços ao cidadão.

Como no caso da segurança pública. Sendo bem possível que esta mesma vergonha sofrida por Apiacás tenha, ou esteja se repetindo em alguns dos 141 municípios mato-grossenses.

Por Lira Netto/ Foto colaboração do leitor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 4 =