A gratidão da cadelinha  lilica

A cadelinha sem endereço e sem nome que apareceu na sede do Fórum da Comarca de Apiacás, parace se impor como mascote do local e é como se estivesse esperando um dono.
cadelinha
Com uma carinha de quem diz daqui eu não saio e daqui ninguem me tira a batizada lilica parece está a espera de um dono. Nos ajude a ajudar lilica.

Aqui no Centro Oeste brasileiro, bem no extremo norte do Estado de Mato Grosso, quando da chegada do mês de maio, com a queda de temperatura no Sul do Brasil. As vezes somos surpreendidos por alguns dias de temperatura , amena e baixa, para os padrões da região.

Para os habitantes de uma região acostumada com uma média de temperatura em torno de  25 à  30 graus durante todo ano ; quando o termômetro desce para 10 e um pouco menos de 10 graus, os habitantes locais entram em movimentação de retirarem suas blusas do fundo do baú e dá até graça vê paranaenses e gaúchos que já se adaptaram a calor  dizerem que estão com frio.

Há uns  quinze dias aproximadamente , um ser vivente da espécie canina de raça desconhecida, com uma carinha de ser abandonado e maltratado, bem naqueles dias frios apareceu na porta do Palácio da Justiça, na cidade e Comarca de Apiacás, acolhedora cidade situada no extremo-norte de Mato Grosso.

Ao receber atenção   e comida por parte de um dos servidores daquela Instituição, a cadelinha se instalou no tapete que fica na entrada do Fórum e passou a viver ali. Pouco se importando com o entra e sai de pessoas que mesmo não lhe dando  a menor atenção, não a incomodava , ali dorme e permanece dia e noite. Num gesto de gratidão pela atenção recebida naqueles dias frio. A cadelinha  sem nome e de aparecia maltratada com uma aparente deficiência visual parece que  resolveu  se impor como mascote do local  a insinuar. Daqui não saio e daqui ninguém me tira.

Um oficial de justiça que presta serviços temporariamente naquela Comarca, começou a se incomodar com a situação de orfandade da cadelinha e passou a diligenciar em procura de seu possível dono. Até o momento não localizou a quem pertence a cadelinha.

Para que ela seja melhor atendida o oficial de justiça resolveu batizá-la com o nome de lilica. Interessante é que a cadelinha parecendo agradecida , está atendendo por esse nome quando é chamada.

Se alguém conhecer o dono dessa cadelinha que agora se chama lilica. Entre em contato com nossa redação pelo telefone 66 98445-4508 que teremos  a grata satisfação de fazer com que  a cadelinha lilica esteja de volta ao seu lar. Nos ajude a ajudar a lilica ela parece amável e agradecida.

Mas, precisa de cuidados. Uma lição fica para todos nós aprendida com lilica. Que passemos  considerar mais  a força poderosa da atenção e do carinho. Pois, se isso transforma os animais. Imagine, o que não poderá fazer para com os seres humanos. Sejamos sempre  um pouco mais gratos e solidários, com os que compartilham conosco seu carinho e um pouco do seu tempo. Num  mundo tão cruel e desumano no qual vivemos.

Por Lira Netto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 3 =